terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Suicídio de famosa apresentadora de TV acende busca por regras mais rígidas nos tabloides britânicos

Caroline Flack

O suicídio de Caroline Flack, uma das estrelas de TV mais famosas do Reino Unido, levou quase 350.000 pessoas a assinar uma petição exigindo leis mais duras sobre a maneira como os tabloides tratam as celebridades.

Flack, de 40 anos, ex-apresentadora do popular reality show Love Island e vencedora da versão britânica de Dancing with the Stars, foi encontrada morta em seu apartamento em Londres no sábado (15), após cometer suicídio.

Ela deixou o cargo de apresentadora depois de ser acusada de agredir o namorado em dezembro, o que ela negou.

A morte de Flack provocou um debate sobre a maneira como a imprensa britânica de tabloides, conhecida por suas táticas agressivas de reportagem, cobre celebridades e o nível de veneno que pode ser direcionado a pessoas nas mídias sociais. Ela já havia falado sobre sua batalha contra a depressão.

A petição, assinada por 346.000 pessoas às 12h10 (horário de Brasília) desta segunda (17), pede a proibição do uso de citações anônimas, invasão de privacidade, publicação de informações privadas e divulgação dos registros médicos ou de saúde de um indivíduo.

“Isso evitará danos pessoais, suicídio, abuso de substâncias e problemas de saúde mental”, segundo a petição. “Vamos nos unir e de uma vez por todas fazer uma mudança.”

O programa Love Island voltou ao ar na segunda-feira à noite, após dois dias sem transmissão, informou a emissora ITV, e incluirá uma homenagem à ex-apresentadora.

F5 / FOLHA SP

PEDAL EM GRANDES RIOS



Agora só falta apenas 1 mês para o "Pedal em Grandes Rios", venha participar de um pedal em meio aos cafezais e as margens de um dos pontos mais belos do Rio Ivaí. Com percursos de 22 e 38 km desenhados para quem gosta de adrenalina e quer curtir a natureza. 

Inscrições e mais informações atavés do link https://www.sympla.com.br/pedal-em-grandes-rios__780283.

MULTA DE ATÉ R$ 500 MIL: TST diz que greve na Petrobras é ilegal e que petroleiros devem voltar ao trabalho

Resultado de imagem para petrobras

O ministro do TST (Tribunal Superior do Trabalho) Ives Gandra decretou ilegal a greve dos petroleiros, que chegou ao 17º dia nesta segunda (17). A Petrobras diz ter solicitado que seus empregados voltem às suas atribuições imediatamente.

De acordo com a FUP (Federação Única dos Petroleiros), cerca de 21 mil empregados da estatal aderiram à greve. Há mobilizações em 121 instalações da companhia, entre plataformas, refinarias, usinas térmicas e outras. A Petrobras diz, porém, que a produção não foi afetada.

Em decisão publicada nesta segunda, Gandra estabelece multas entre R$ 250 mil e R$ 500 mil em caso de descumprimento da ordem de suspender a greve. Ele já havia dado decisões semelhantes desde o início da mobilização, mas as ordens não foram cumpridas.

Os sindicatos estavam recorrendo das decisões anteriores na Seção de Dissídios Coletivos do TST, mas desta vez, Gandra cita decisão do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, que autoriza a cassação de greves por decisão monocrática.


Em sua decisão, ele diz que a greve é abusiva e ilegal, pois “tem motivação política e desrespeita ostensivamente a lei de greve”. Gandra diz também que os petroleiros vêm desrespeitando ordens judiciais ao não manter contingentes mínimos nas unidades operacionais.

A categoria protesta contra cerca de mil demissões provocadas pelo fechamento da fábrica de fertilizantes Araucária Nitrogenados, no Paraná. Questionam também mudanças feitas pela área de recursos humanos da empresa em temas como turnos e horas extras sem consulta a sindicatos.

FOLHAPRESS

Deflagrada operação em 12 estados de combate à exploração sexual infantil



Policiais civis de 12 estados participam desde as primeiras horas da manhã desta terça-fera (18) da sexta fase da Operação Luz na Infância, que tem como objetivo de identificar autores de crimes de abuso e exploração sexual.
A operação está sendo coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e envolve ainda as agências de aplicação da lei da Colômbia, dos Estados Unidos, do Paraguai e Panamá.
Os policiais civis cumprem mandados judiciais de busca e apreensão de arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes em endereços ligados aos investigados, nos estados de Alagoas, do Acre, Ceará, Rio de Janeiro, de Goiás, do Paraná, Rio Grande do Sul, de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, do Piauí e de Santa Catarina.
Agência Brasil

Justiça do Rio decide que não há necessidade de preservar corpo de Adriano Nóbrega, e Bolsonaro questiona: “A quem interessa não haver uma perícia independente?”

Resultado de imagem para adriano da nobrega

O juiz Gustavo Kalil da 4ª Vara Criminal do TJ-RJ, decidiu que não há mais necessidade de o corpo do miliciano Adriano de Nóbrega ser preservado. Em sua sentença, decidiu também que não serão necessários novos exames periciais.
Na semana passada, a Justiça fluminense havia proibido que o corpo do miliciano fosse cremado. E ordenou que ele fosse preservado no IML.
Kalil alegou que no processo há cópia do inquérito instaurado pela Polícia Civil da Bahia em que relata as circunstâncias da morte de Adriano, e que seus familiares, inclusive, anexaram o atestado de óbito.
O juiz, no entanto, afirma que a competência para liberar a cremação do corpo de Adriano é da comarca de Esplanada, na Bahia, cidade onde o miliciano morreu.
A decisão da não preservação do corpo levantou vários questionamentos do presidente Jair Bolsonaro:
“A quem interessa não haver uma perícia independente? Sua possível execução foi queima de arquivo? – Sem uma perícia isenta os verdadeiros criminosos continuam livres até para acusar inocentes do caso Marielle. – PS.: quem fará a perícia nos telefones do Adriano? Poderiam forjar trocas de mensagens e áudios recebidos? Inocentes seriam acusados do crime?”.
Com Veja e O Globo

PRF apreende arsenal dentro de uma van na Fernão Dias, em Minas Gerais

Crédito: Divulgação - Agência PRF

A maior apreensão de armas feita de pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Minas Gerais, ocorreu na Rodovia Fernão Dias, nesse domingo (16). As armas estavam dentro de uma van, parada no quilômetro 562, na altura da cidade de Itatiaiuçu, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo a PRF, durante patrulhamento na rodovia, os policiais encontraram uma van estacionada às margens da rodovia, em situação suspeita. Diante da aproximação dos agentes para abordagem, o motorista fugiu pela mata às margens da rodovia, abandonando o veículo. Ao vistoriarem a van, os policiais encontraram o arsenal.

Foram apreendidas 13 pistolas, 5 revólveres calibre 38, seis espingardas calibre 12, 12 rifles calibre 22 e 18 espingardas de pressão, totalizando 54 armas. Além disso, a PRF ainda recolheu seis quilos de pólvora, 5 mil espoletas, 15 mil munições calibres 20, 22, 9 mm, 12, 45, 38 e 380.

Em consulta aos sistemas, os policiais constataram que a van havia sido roubada na última quarta-feira (12), em Belo Horizonte.

A investigação sobre a procedência do arsenal será conduzida pela Polícia Civil de Minas Gerais, para onde todo o armamento foi encaminhado.

Rota do terror: passageiros de ônibus viram alvo de assaltos cada vez mais violentos no Sul

Resultado de imagem para roubo em onibus e destaque do fantástico deste domingo

Uma onda de assaltos violentos está aterrorizando lojistas e comerciantes que saem do Sul do país para fazer compras em São Paulo. Os bandidos usam armas de guerra para atacar os ônibus num trecho conhecido como “rota do terror”.

Os passageiros são, na maioria, comerciantes e donos de lojas que vão fazer compras na região do Brás e da 25 de Março. Muitos viajam com dinheiro vivo e, por isso, viraram os alvos preferidos das quadrilhas que aterrorizam as estradas do Paraná. No ano passado foram registrados 44 assaltos a ônibus nas rodovias estaduais e federais que cortam o estado. Este ano já foram 13 assaltos.

O risco é maior quando os ônibus cruzam a divisa de Santa Catarina e entram no Paraná. São 80 quilômetros pelas BRs 376 e 116. A maior parte dos assaltos acontece durante a noite. Geralmente em trechos de subida, com muitas curvas, que obrigam o motorista a diminuir a velocidade.

São quilômetros com pouca iluminação e sem bases de apoio da concessionaria ou da polícia. No trajeto não tem sinal de telefonia. Nas chamadas áreas de sombra, celulares e rastreadores não funcionam. Todos esses fatores tornam essa viagem extremamente perigosa.

O acesso fácil a estradas menores facilita a fuga dos bandidos. Por tudo isso, esse trecho ficou conhecido como "rota do terror".

Família brasileira sofre ataque a tiros na França dentro de apartamento onde mora

Casal que morava no sudoeste da Bahia é baleado na França e mulher relata atentado em Toulon — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma família brasileira foi vítima de um atentado a tiros na cidade de Toulon, na França, na última quinta-feira (13). Cristiane Tavares, de 36 anos foi baleada nas costas e o marido dela, André Modenezi, de 39 anos, no abdômen.

O filho do casal, de quatro anos, presenciou todo o ataque, mas não teve ferimentos. Cristiane Tavares conta que os disparos foram feitos por um vizinho. O homem foi preso no mesmo dia do ataque, dentro do imóvel onde morava.

Ela, que é servidora pública no setor de comunicação do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), morava em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. Junto à família, foi morar em Toulon, na França, para fazer um mestrado.

A mulher se recupera bem, enquanto o marido, André Modenezi, está na UTI de um hospital da cidade. Ele já foi submetido a duas cirurgias e, nesta segunda-feira (17), vai passar pelo terceiro procedimento cirúrgico. André está em coma induzido e estado de saúde estável.

Por meio de nota, o Itamaraty informou que as autoridades consulares do Brasil na França estão cientes do ocorrido e acompanham o caso junto com as autoridades francesas. O Itamaraty ainda destacou que não pode informar mais detalhes, em respeito à legislação vigente sobre privacidade individual.

Cristiane e André moram em Toulon há cerca de cinco meses. Eles se mudaram de Vitória da Conquista para a cidade francesa em setembro do ano passado. O objetivo da mudança foi estudar. Cristiane faz mestrado em comunicação.

"A gente decidiu morar na cidade de Toulon porque é uma cidade considerada tranquila", destaca.

Bretas recepciona Bolsonaro e elogia general Heleno



O juiz federal Marcelo Bretas recepcionou o presidente Jair Bolsonaro no sábado (15), no Rio de Janeiro, e tirou fotos ao lado de integrantes da comitiva.
Bretas publicou um vídeo com a chegada das autoridades e escreveu em seu perfil pessoal no Instagram: “A cidade maravilhosa, dá boas vindas ao sr. presidente da República, Jair Bolsonaro, e sua comitiva”.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Estudante de 20 anos morre após passar mal em festa de música eletrônica em Curitiba



A estudante universitária Larissa Rodrigues de Campos, de apenas 20 anos, morreu na tarde deste sábado (16) no Hospital Cajuru, para onde foi levada após passar mal dentro da festa eletrônica, Carnavibe, que acontecia em um espaço no Prado Velho, em Curitiba.
Após a morte, devido às circunstâncias, o corpo da estudante foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Curitiba (IML). O laudo com a causa da morte deve ficar pronto em 30 dias, mas as investigações sobre o caso devem começar ainda nesta segunda (17) pela Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). 
Em um áudio enviado por whatsapp, um familiar da jovem sugere que alguém pode ter colocado droga na bebida e por isso ela passou mal e teve parada cardíaca. 
Testemunhas teriam informado que os amigos dela teriam comprado drogas sintéticas do lado de fora do evento, chamadas de `balas`,  mas tudo será averiguado pela polícia.
Em nota, a organização do Carnavibe, lamentou a morte da estudante, informou que ela passou mal momentos depois de entrar no evento e que foi prontamente atendida pelo ambulatório.

Projeto revoga trecho da lei dos partidos políticos que pune a infidelidade

Abaixo-assinado contra aposentadoria especial será entregue hoje no Congresso

O Projeto de Lei 6490/19 revoga o trecho da Lei dos Partidos Políticos (Lei 9096/95) que prevê punição ao parlamentar que contraria, por meio de atitude ou do voto, orientações da legenda. A medida está em análise na Câmara dos Deputados.
Segundo a lei vigente, além de medidas disciplinares básicas, o estatuto do partido poderá prever a suspensão do direito do parlamentar de votar em reuniões internas da legenda ou a perda de cargos ou funções que desempenha na casa legislativa, caso desrespeite diretrizes legitimamente definidas pela direção do partido.
“Não posso deixar de registrar que, hoje, muitos partidos têm donos. São verdadeiros feudos de famílias, onde parlamentares não conseguem ter ideias próprias e ficam à mercê de um sistema de escravidão partidário que desconsidera os milhões de votos obtidos pelo parlamentar”, argumenta o deputado Sanderson, (PSL-RS) autor do projeto.
TramitaçãoO projeto será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário.(Com informações Agência Câmara)

DF instala tendas em UPAs para agilizar atendimento a doentes de dengue

DF instala tendas em UPAs para agilizar atendimento a doentes de dengue

Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), como a de Sobradinho, amanheceram esta segunda-feira preparadas para o atendimento de pacientes com sintomas da dengue.
O combate à dengue é prioridade máxima da área de saúde pública do DF, segundo o governador Ibaneis Rocha (MDB), em razão do aumento de casos neste começo de ano.
Ibaneis explicou ao Diário do Poder que o GDF decidiu instalar tendas junto à UPA para diminuir o tempo de exames e fazer a hidratação dos pacientes.
Na semana passada, o governo superou duas tentativas de sabotar a realização de processo de seleção de 600 pessoas para ajudar no combate ao mosquito, no âmbito da Justiça e do Tribunal de Contas do DF.
No TCDF, a tentativa de suspender o processo seletivo foi do ministério púbico de Contas, mas os conselheiros do tribunal rejeitaram a tentativa por unanimidade.
Também houve uma tentativa na Justiça, afinal rejeitada, pela pelegada ligada a um sindicato de agentes de saúde.

Câmara discute exploração de energia renovável em assentamentos rurais

Comissão de Minas e Energia debate expansão de energias alternativas

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado deve votar nesta quarta-feira (19), a partir das 9h, o substitutivo ao projeto que permite ao assentado, mediante autorização do Incra, a exploração do potencial de energia eólica ou solar existente no imóvel.
O projeto estimula a produção de energia eólica e solar, mediante a atuação dos pequenos produtores rurais portadores dos títulos de domínio, concessão de uso ou concessão de direito real de uso (CDRU). Do ex-senador José Agripino, o projeto foi relatado pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), autor do substitutivo. A matéria já havia sido aprovada na Comissão de Meio Ambiente (CMA), em maio de 2017.
O texto estabelece que, nos imóveis rurais com potencial para exploração de energia renovável, eólica, solar, hídrica e bioenergia, o órgão federal competente para a execução do Programa Nacional de Reforma Agrária autorizará o beneficiário assentado a celebrar contratos com terceiros, individuais ou coletivos, para aproveitamento do potencial energético.

Limite da área

A autorização, que se estende aos beneficiários do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), não poderá ser concedida a atividade de geração de energia quando envolver mais de 30% da área do imóvel, ou quando se constatar que inviabiliza a finalidade do projeto de assentamento.
O texto consagra como direito dos beneficiários a participação em 50% do valor do resultado da geração de energia em áreas de projetos de assentamento, sendo o restante revertido em benefício do desenvolvimento socioeconômico e da sustentabilidade local.
A matéria será analisada em caráter terminativo, ou seja, se aprovado na CRA, seguirá direto para a Câmara, a não ser que haja recurso para votação no Plenário do Senado.

Gastos com auxílio-moradia de juízes caem 98%

Entenda como as Audiências de Custódia funcionam

Após o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) adotar, há um ano, novas regras para juízes receberem o auxílio-moradia, o custo dessa regalia caiu em mais de 98%: de R$394 milhões para R$9 milhões por ano. 
Antes, as regras permitiam o privilégio em qualquer caso. No caso em que marido e mulher fossem magistrados, ambos recebiam o valor, mas bastaram quatro regras para acabar a farra. Curiosamente, o “auxílio” beneficiava as carreiras mais bem pagadas do setor público.
Um juiz só pode receber o auxílio-moradia, hoje de quase R$5 mil, se não houver imóvel funcional disponível para ser ocupado.
Se o cônjuge do magistrado não receber auxílio, nem ocupar imóvel funcional, o auxílio-moradia pode ser pago.
É proibido o auxílio-moradia ao magistrado ou ao cônjuge que sejam donos de imóvel na comarca onde atuam.
As regras do CNJ foram seguidas pelo Ministério Público da União, que somente em 2018, gastou R$124 milhões na farra do auxílio-moradia.
CLÁUDIO HUMBERTO

Vaticano desmente que papa concedeu a ‘bênção dos inocentes’ a Lula



Por meio de seu portal de notícias, o Vaticano negou a informação que circulava pelas redes sociais de que o papa Francisco teria concedido uma bênção chamada benedictionem et innocentum (algo como bênção dos inocentes) ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O boato começou a circular quando uma foto dos dois em Roma foi divulgada. Na imagem, o pontífice está com a mão sobre a cabeça de Lula.
De acordo com sites pró-Lula, a bênção seria dada apenas a alguém culpado por algo que não cometeu. Mas não há registro desse tipo de graça na Igreja.
O encontro do ex-presidente com o papa ocorreu no dia 13 de fevereiro na residência Santa Marta, dentro do Vaticano, e durou uma hora. Os dois já haviam trocado correspondência em 2018, quando Lula esteve preso em Curitiba após ser condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em processo da Operação Lava Jato.
De acordo com Lula, os dois conversaram sobre desigualdade social, perda de direitos dos trabalhadores, e a necessidade de empenho dos governantes na questão ambiental. O ex-presidente ganhou um rosário abençoado pelo próprio papa.
Veja

Petrobras silencia sobre escolha de banco francês como “assessor financeiro”

Petrobras silencia sobre escolha de banco francês como “assessor financeiro”

A Petrobras se recusa a esclarecer os critérios que usou na escolha de um banco francês para vender seus ativos, no âmbito do seu “plano de resiliência” para se afastar da imagem de corrupção. O banco francês Crédit Agricole foi escolhido como “assessor financeiro” em 4 de 5 “oportunidades de negócios” de 2020. Indagada, a Petrobras silenciou sobre o processo de escolha, quanto a ‘gentileza’ vai custar e o que o banco do país de Emmanuel Macron fez para merecer o negócio. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Em outros anos, o serviço de “assessoria financeiras” foi prestado por vários bancos, mas este ano só dá o francês Crédit Agricole.

Em 2019, a Petrobras contratou bancos como UBS e Citi. Em 2018, Bank of America e Itaú, entre outros. Em 2020, só dá Crédit Agricole.

A Petrobras alega que “é prática de mercado”, e que o TCU chancelou a privatização. Mas não explica valores, nem o processo.

O Crédit Agricole registrava prejuízos no Brasil em 2018, quando perdeu quase R$16 milhões apenas no primeiro semestre do ano.

Ibaneis deixa decisão sobre destino de Marcola nas mãos do STF

SP transfere Marcola e mais 21 líderes do PCC para presídios federais

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, não quer polemizar com o governo federal sobre a transferência dos mais perigosos bandidos do País, entre eles Marcos Camacho, o “Marcola”, criminoso condenado a 330 anos de cadeia, para o presídio federal de segurança máxima da Papuda, a cinco quilômetros do Palácio do Planalto. “Agora a responsabilidade está com o Supremo [Tribunal Federal]”, disse ele. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Marcola atraiu para Brasília outros perigosos bandidos, e há um mês foi descoberto plano ambicioso para “resgatar” os facínoras da Papuda.
O ministro Luís Barroso, relator da ação pedindo a saída de Marcola do DF, nesta sexta, deu prazo de 72 horas para o Planalto se explicar.
O ministro Augusto Heleno (GSI) diz que a transferência desestruturou a gangue, e que o Exército impedirá qualquer tentativa de resgate.

Braga Netto completa ministério ‘militarizado’ de Bolsonaro



A chegada do general Braga Netto ao governo, para assumir a Casa Civil, marca um momento de guinada nas relações internas do Palácio do Planalto, cuja nova composição tem seis ministros com origem militar. Braga Netto terá a função de coordenar a Esplanada dos Ministérios , depois de uma série de críticas à atuação de Onyx Lorenzoni, que foi para o Ministério da Cidadania. 
A articulação política continuará com o ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).
O que foi dito: ao confirmar as trocas no primeiro escalão, o presidente Jair Bolsonaro reconheceu gabinete “militarizado”: “Nada contra os civis”. Ramos disse ao GLOBO que a confiança é “irrestrita” entre os fardados: “Eu dou as costas a ele, ele dá as costas para mim. Confiança total”.
Bastidores: Bolsonaro optou por realizar mudanças a conta-gotas para evitar passar sensação de que o governo não está indo na direção correta. Segundo Ramos, não serão realizadas outras trocas na equipe.

domingo, 16 de fevereiro de 2020

Fomento Paraná reduz juros



A Fomento Paraná, instituição financeira do Governo, anunciou a redução nas taxas de juros nas operações de microcrédito, tanto para contratações normais quanto para o Banco da Mulher Paranaense. As taxas foram reduzidas em 3 pontos percentuais, o que representa 15,4% no microcrédito normal e até 22,4% na linha exclusiva para o público feminino.
A menor taxa de juros do microcrédito, que era de 1,49% ao mês, cai para 1,28% para clientes com menor risco de crédito, classificados como bons pagadores, e também empreendedores que fazem cursos de capacitação gerencial do Sebrae-PR ou do Bom Negócio Paraná. Já em relação ao Banco da Mulher, o índice passa de 0,98% para 0,76%, uma variação de 22,4%.
O governador Ratinho Jr lembra que este foi o segundo corte promovido pela agência em menos de um ano. “É mais uma medida de apoio aos empreendedores, para que pequenos negócios prosperem, contratem trabalhadores e contribuam para movimentar a economia”, diz o governador.

Para se livrar do Moro



Rodrigo Maia, presidente da Câmara e Davi Alcolumbre, presidente do Senado, no último encontro que tiveram com o presidente Jair Bolsonaro, garantiram que se o Chefe do Governo indicar Sérgio Moro para ocupar uma das cadeiras que ficarão vagas no STF (Celso de Mello se aposentará este ano ou Marco Aurélio de Mello, 2021) seu nome será aprovado com facilidade.

Na verdade o que eles querem é impedir que o atual ministro da Justiça seja candidato ao Planalto em 2022 ou 2026. Explica-se: se nomeado ministro do STF, ele teria que comprimir uma quarentena de seis anos para disputar qualquer cargo eletivo. 

Ou seja, se Moro tiver a pretensão política, só poderá se candidatar em 2034, quando terá 61 anos.

Heineken anuncia recall voluntário de lotes de long neck com problemas na garrafa



A Heineken anunciou um recall voluntário para garrafas da cerveja long neck de 330 mililitros dos lotes iniciados pela letras CH. A empresa diz que identificou uma alteração na embalagem da bebida, que pode fazer com que uma pequena lasca de vidro se desprenda do bocal no momento da abertura, o que poderia ocasionar lesões ou ingestão acidental dos pedaços.
Os consumidores podem realizar a substituição ou solicitar reembolso do produto diretamente com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da companhia.
Segundo a empresa, a alteração ocorreu em menos de 0,3% das long necks desses lotes.
"Apesar da baixa probabilidade e do problema já ter sido solucionado, o Grupo Heineken no Brasil, decidiu realizar um recall voluntário", afirma a cervejaria em comunicado.
A companhia acrescenta que os consumidores que optarem pela substituição do produto receberão 2 long necks a cada unidade do lote específico devolvida.
"Reforçamos que a alteração já foi corrigida e não há impacto na qualidade do líquido. Outros produtos da companhia que não fazem parte dos lotes específicos podem ser consumidos normalmente.", diz a cervejaria.

Bolsonaro diz que miliciano era um herói quando Flávio o homenageou



Jair Bolsonaro disse neste sábado, no Rio, que o ex-capitão da PM Adriano da Nóbrega era um herói na época em que foi homenageado por Flávio Bolsonaro na Alerj, em 2005.
“Não tem nenhuma sentença transitada em julgado condenando capitão Adriano por nada, sem querer defendê-lo. Naquele ano ele era um herói da Polícia Militar”, afirmou.
O presidente disse também que foi ele quem pediu para que Flávio condecorasse o ex-PM com a Medalha Tiradentes.
O Antagonista

Mega-Sena acumula de novo e pode chegar a R$ 170 milhões na quarta



Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso nº 2234 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (20). Com isso, o prêmio máximo, que estava calculado em R$ 120 milhões, voltou a acumular e pode chegar a até R$ 170 milhões na próxima quarta-feira (19).

As dezenas sorteadas neste sábado foram 4 — 21 — 27 — 29 — 42 — 47.
Neste sorteio, 216 pessoas acertaram a quina. Esses apostadores levaram R$ 36.114,36 cada. A quadra teve 13.800 acertadores e o prêmio foi de R$ 807,52 para cada um.

Entenda: novas regras para recolhimento de lixo eletrônico



Assinado nesta semana pelo presidente Jair Bolsonaro, o decreto 10.240 de 2020 estabelece as regras para implementação do sistema de logística reversa para produtos eletroeletrônicos. O texto regulamenta o mecanismo previsto na Política Nacional de Resíduos Sólidos, sancionada em 2010, para que os fabricantes e importadores desses itens se responsabilizem pelo descarte de forma a reduzir os impactos no meio ambiente.
As empresas podem se associar para a criação de entidades gestoras que vão fazer o trabalho de divulgação e operação do sistema de logística reversa. Pelo decreto, cada companhia vai participar do financiamento na mesma proporção do tamanho dela no mercado. Há a possibilidade ainda das empresas criarem seus mecanismos de coleta de produtos de forma individual.
É importante que fabricantes e importadores disponibilizem uma rede para que os consumidores levem os eletroeletrônicos fora de uso para o descarte adequado. Essa destinação final deve garantir que os componentes dos aparelhos não contaminem o meio ambiente. Está prevista a possibilidade de reciclagem desses materiais, uma vez que muitas das matérias-primas tem alto valor e podem ser reaproveitadas.
O decreto estipula que a constituição das entidades que vão fazer a gestão da logística reversa seja feita ainda este ano, até o dia 31 de dezembro. Assim, a partir de 2021, devem começar a ser instalados os pontos de coleta e a divulgação do sistema aos consumidores.
O sistema deve ser implantado, até 2025, nos 400 maiores municípios do país. O cronograma é gradativo. Em 2021, primeiro ano de funcionamento, deve ser atendidas 24 cidades e absorvido 1% do lixo eletrônico. São Paulo é o estado que deverá ter maior participação, com oito dessas localidades, no primeiro ano, e 95 ao fim do calendário de consolidação. A estimativa é que, em cinco anos, 17% dos aparelhos sejam recolhidos.
As cidades deverão ter, no mínimo, um ponto para cada 25 mil habitantes. A previsão é que em 2025 existam cerca de 5 mil pontos de coleta no país. Esses locais vão receber de forma gratuita os aparelhos para serem descartados.
Agência Brasil

GUERRA? Venezuela realiza exercícios militares por ‘ameaça do Brasil’

Resultado de imagem para aviao militar da colombia

As Forças Armadas venezuelanas iniciaram neste sábado, 15, dois dias de exercícios militares para se prepararem, segundo o presidente Nicolás Maduro, contra planos de agressão de Estados Unidos, Colômbia e Brasil. Cerca de 2,4 milhões de militares e membros da Milícia – corpo de defesa civil – foram acionados em todo o país, disse o ministro da Defesa, general Vladimir Padrino, por meio do canal estatal VTV. As informações são do Estadão.
Imagens dos militares disparando canhões e conduzindo tanques de guerra em zonas despovoadas foram transmitidas pela TV.
O presidente socialista Nicolás Maduro justificou as manobras na quinta-feira 13 ao assegurar que no território brasileiro há “grupos terroristas (…) preparando ataques e incursões militares contra a Venezuela”.

Ministro do STF diz que ‘detesta ter o poder de prender gente’



O ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso afirmou à TV Justiça que não gosta de ter “competência criminal”, em entrevista que vai ao ar nesta segunda-feira (17). “Eu detesto ter esse poder de prender ou de não prender uma pessoa. Nunca tinha feito isso antes na minha vida”, afirmou.

No programa “História e Justiça”, Barroso justificou sua atuação no STF, mesmo quando atacado por setores considerados progressistas. Ele disse que parte desse grupo se sentiu obrigado a fazer uma defesa da corrupção e que ele não embarcou “nessa carruagem”. “Não entrei na cadeia de solidariedade com as coisas erradas”.

Painel/Folha de S.Paulo

Mortes por coronavírus passam de 1,6 mil na China



A China registrou 142 novas mortes causadas pelo novo coronavírus, de acordo com balanço divulgado neste sábado (15). Com esta atualização, o número total de mortos em todo o país desde o início de surto chegou a 1.665 pessoas.
Desse número, só na província de Hubei — epicentro da crise do novo coronavírus — foram registrados 139 mortes. Entre elas, 100 ocorreram na cidade de Wuhan.
Além disso, as autoridades chinesas confirmaram 2.009 novas infecções pelo novo coronavírus apenas neste sábado. O total acumulado, portanto, chegou a 68,5 mil casos.
Neste sábado, Tedros Adhanom, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmou que o surto de coronavírus ainda é uma emergência para a China e que é impossível dizer para onde a epidemia vai se espalhar.
Adhanom disse na Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha, que se sente encorajado pelas ações da China para desacelerar a disseminação do vírus, mas que ainda está preocupado com o aumento no número de casos.
G1

sábado, 15 de fevereiro de 2020

Rosário do Ivaí........É hoje o Dia D de vacinação contra o sarampo



A Secretaria de Saúde de Rosário do Ivaí realiza hoje, 15, o Dia D da Campanha de Vacinação contra o Sarampo. Na ocasião, o centro de saúde estará aberto para realizar a imunização.

O público-alvo da campanha são crianças com 5 anos ou mais e jovens de até 19 anos. A Secretaria Municipal de Saúde destaca que é primordial que quem comparecer ao polo de 
vacinação esteja munido dos cartões de vacinação e do SUS. A Secretaria chama a atenção da população para a importância do ato de se vacinar, ato que visa a garantia da imunidade contra o sarampo.

A campanha é nacional e se estenderá até o próximo dia 13 de março. Durante esse período as unidades de saúde estarão com as salas de vacina abertas para o atendimento da população, que deve procurar a unidade mais próxima do seu local de residência.

As doses são encaminhadas pelo Governo Federal para os estados, que são os entes responsáveis por fazer a distribuição para todos os municípios.

Avião sofre pane e faz pouso forçado no Norte do Paraná

O avião caído em Jacarezinho

Um avião de pequeno porte teve que fazer um pouso forçado em Jacarezinho (região norte do Paraná). Ninguém se feriu. A ocorrência foi na tarde desta sexta-feira (14).
O avião caiu na área rural de Jacarezinho. Segundo a Polícia Militar, o avião teria tido uma pane. Não havia sinais de incêndio. Ninguém foi encontrado a bordo.
Segundo testemunhas ouvidas pela PM, o avião tinha duas pessoas dentro quando caiu. Os dois – um senhor e um adolescente – teriam dito que iriam procura ajuda médica. Mas os dois não foram localizados pela Polícia Militar

Paraná tem 441 mil desempregados; informalidade atinge um terço dos trabalhadores

Taxa desemprego no quarto trimestre de 2019 (outubro a dezembro), no Paraná foi de 7,3%

O Paraná registrou a 5ª menor taxa de desemprego do País no quarto trimestre de 2019 (outubro a dezembro), com um índice de 7,3%. O número de pessoas desempregadas no estado é de 441 mil. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O número representa uma queda de 6,4% em relação à taxa de desocupação do quarto trimestre de 2018 (7,8%), e ainda uma redução de 18% em relação ao trimestre imediatamente anterior de 2019 (que foi de 8,9%).
O Estado registrou no trimestre um total de 5,6 milhões de pessoas ocupadas – número 1,4% maior que o resultado do mesmo período do ano passado, e 1,1% maior que o resultado do terceiro trimestre de 2019. “O Paraná apresenta um cenário otimista, com crescimento na geração de empregos, representada na PNAD com um aumento na colocação de trabalhadores no mercado de trabalho de um período para outro”, destaca o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.
Ele ressalta os esforços do governo Ratinho Junior para manter o Paraná à frente. “O empenho da nossa equipe para aumentar a geração de emprego, renda e captar novas vagas de trabalho reflete essa queda no Paraná”.
Ainda assim, porém, é considerável o número de pessoas fora da força de trabalho (que estão sem emprego e também não procuravam ou não poderiam ocupar uma vaga na semana de referência. Das 9,27 milhões de pessoas em idade para trabalhar no estado, 3,33 (35,5% do total) se encontravam nesta condição. 
Por outro lado, o estado também se destacou nacionalmente por apresentar um grande porcentual de pessoas com carteira assinada entre os empregadores do setor privado (81,2%, segunda maior taxa do país, atrás apenas de Santa Catarina, com 87,7%) e por manter uma taxa baixa de informalidade no mercado de trabalho como um todo, com 34,3%. Apenas Santa Catarina (27,3%), Distrito Federal (29,6%), São Paulo (32%) e Rio Grande do Sul (34%) apresentam taxas mais positivas.
Curitiba – A capital paranaense foi a quinta capital brasileira com menor desemprego no país no quarto trimestre de 2019, apresentando uma taxa de 7,9%, e atrás apenas de Campo Grande (6,0%), Porto Alegre (7,1%), Goiânia (7,3%), Palmas (7,8%). Curitiba apresentou um montante de 86 mil pessoas desocupadas e mais de 1 milhão de pessoas ocupadas no quarto trimestre de 2019.
Média salarial - Com base nos dados da PNAD Contínua, o Paraná apresentou a 6ª maior média salarial real habitual das unidades federativas, com uma renda média per capta de R$ 2.552,00 – crescimento de 0,4% em relação ao quarto trimestre de 2018 (R$ 2.542).
Com isso, o Estado ficou atrás apenas do Distrito Federal com uma renda mensal habitual de (R$ 4.064), São Paulo (R$ 2.966), Rio de Janeiro (R$ 2.816), Rio Grande do Sul (R$ 2.595) e Santa Catarina (R$ 2.556).

Tiros que mataram capitão Adriano foram dados a pelo menos 1,5 metro de distância, diz IML



O miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega foi morto por dois tiros de fuzil, disparados a, no mínimo, um metro e meio de distância, e chegou ao Instituto Médico-Legal de Alagoinhas, a pouco mais de 135 quilômetros de distância de Salvador, com os dois pulmões destruídos e o coração dilacerado. Os detalhes foram divulgados na tarde de ontem, na sede do Departamento de Polícia Técnica (DPT), em Salvador.
Pela primeira vez depois da morte de Adriano, o responsável pela autópsia do corpo, Alexandre Silva, perito médico legista, deu detalhes sobre o estado do miliciano. A entrevista coletiva reuniu, também, o diretor do IML, Mário Câmara, e Elson Jefferson Neves da Silva, diretor geral do DPT-BA.
“Eram dois disparos de arma de fogo”, explicou Silva. “Teve um primeiro, que passou por baixo do peito, saiu rasgando o pescoço, e entrou na submandibular. Eu encontrei o projétil na região do pescoço. O segundo foi na região da clavícula. Esse aqui entrou e saiu nas escápulas. Essas foram as lesões provocadas por armas de fogo.”
Estadão Conteúdo

AMEAÇA? Maduro acusa Bolsonaro de arrastar Brasil para ‘conflito armado’ contra a Venezuela



Nicolás Maduro acusou, nesta sexta-feira, 14, o presidente Jair Bolsonaro de levar o Brasil a um “conflito armado” contra a Venezuela, o que usou como justificativa para exercícios militares que serão realizados no fim de semana. Com informações do Estadão.

“Bolsonaro está arrastando as Forças Militares do Brasil para um conflito armado contra a Venezuela, ao amparar um grupo de terroristas que atacou um quartel militar venezuelano”, disse Maduro à imprensa internacional. O presidente socialista se referia ao assalto de militares desertores contra um destacamento da Força Armada venezuelana no Estado de Bolívar (sul, na fronteira com o Brasil) em 22 de dezembro.

Procurado pelo Estado, o Ministério das Relações Exteriores informou que “não comenta declarações do governo ditatorial de Maduro”.

Moro dança valsa no casamento de Carla Zambelli



A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) realizou a cerimônia festiva de seu casamento com o coronel Antônio Aginaldo de Oliveira nesta sexta (14), em Brasília. O casamento no civil havia sido celebrado em dezembro do ano passado.

A primeira-dama Michelle Bolsonaro, os ministros Abraham Weintraub (Educação), Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Sergio Moro (Justiça) e a atriz Regina Duarte, convidada para assumir a Secretaria Especial da Cultura, estavam entre os convidados.

“Não é todo mundo que sai na rua com coragem para protestar, para manifestar pelo bem do país. Eu, sinceramente, não sei se teria esse tipo de coragem”, disse Moro, que foi convidado a discursar.
Durante a cerimônia, uma bandeira do Brasil foi levada ao altar ao som do hino nacional —que, por sua vez, precisou ser cantado a capella após uma falha na aparelho de som.

“É uma guerreira. Sem formação de policial militar, mas mereceria aqui uma medalha de caveira honorária do próprio especial do Bope”, seguiu.

Emocionada, Carla Zambelli enxuga suas lágrimas ao ouvir o discurso. “Que sejam felizes para sempre, é o que a gente pode desejar”, finaliza Moro, que estava acompanhado de sua mulher, Rosangela.

Folha de SP

Justiça aceita denúncia e 16 viram réus por Brumadinho



A Justiça de Minas Gerais aceitou a denúncia apresentada pelo Ministério Público estadual contra a Vale, Tüv Süd e mais 16 pessoas pelo rompimento da barragem em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. A denúncia foi apresentada pelo MP no dia 21 de janeiro, poucos dias antes de a tragédia completar um ano.

O ex-presidente da Vale, Fábio Schvartsman, outros dez funcionários da mineradora e cinco da empresa de consultoria alemã vão responder por homicídio duplamente qualificado por cada uma das 270 mortes causadas pelo rompimento da barragem B1 em Brumadinho.

A denúncia apresentada com base nas investigações da Polícia Civil cita que uma “relação promíscua” entre a mineradora Vale e a Tüv Süd escondeu a falta de segurança da estrutura. As duas empresas responderão por crime ambiental.
O juiz Guilherme Pinho Ribeiro recebeu a denúncia “por entendê-la bem fundamentada, com a exposição de todos os fatos criminosos imputados, bem como todas as suas circunstâncias”. O magistrado negou, no entanto, um pedido de prisão preventiva feita pelo MP contra o executivo alemão da Tüv Süd Chris-Peter Meier. Segundo o juiz, não há elementos que justifiquem a prisão.

Ainda de acordo com a denúncia recebida pela Justiça, os 270 homicídios foram praticados mediante recurso que impossibilitou ou dificultou a defesa das vítimas. Isso porque o rompimento ocorreu de forma abrupta e violenta, o que impediu a fuga de centenas de pessoas que foram surpreendidas pela lama.

Câmara dos Deputados está iluminada de azul por campanha de combate ao câncer

Câmara dos Deputados está iluminada de azul por campanha de combate ao câncer

A Câmara dos Deputados está iluminada de azul até o dia 21 de fevereiro como parte da campanha pelo Dia Mundial do Câncer (4 de fevereiro). A campanha é uma iniciativa global organizada pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS).
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, destacou que a campanha ajuda na prevenção e no estímulo a políticas públicas de controle. Ele citou a aprovação da lei que assegura a pacientes do SUS com suspeita de câncer o direito à realização de exames no prazo máximo de 30 dias.
“É uma iniciativa global organizada pela União Internacional para o Controle do Câncer, com o apoio da Organização Mundial da Saúde. Essa luta é todos nós”, disse o presidente.
A campanha
Criada em 2000, a data tem como objetivo aumentar a conscientização e a educação mundial sobre prevenção e tratamento precoce da doença, e estimular políticas públicas de controle do câncer.
Em 2020, o tema da campanha é #IAmAndIWill (#EuSoueEuVou). Como parte da iniciativa, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) lançou a publicação “Estimativa 2020: Incidência de Câncer no Brasil”, que contém uma análise sobre a magnitude e a distribuição dos principais tipos de câncer no País.
(Com informações Agência Câmara)

Bolsonaro amplia vantagem em cenários de 1ª turno para reeleição, informa pesquisa Veja/FSB



O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ampliou a vantagem sobre seus eventuais rivais nas próximas eleições, no primeiro turno, caso tente a reeleição. É isso que revela a nova pesquisa eleitoral Veja/FSB publicada nesta quinta-feira (13/02/2020).

Segundo os dados levantados, o atual chefe do Executivo, que já liderava em todos os cenários, oscilou para cima, no limite da margem de erro de 2 pontos porcentuais – de 33% para 37%. Os demais possíveis candidatos ficaram estagnados.

No cenário mais provável, no qual concorrem o petista Fernando Haddad (PT), Ciro Gomes (PDT) e Luciano Huck (sem partido), o principal adversário é o ex-prefeito de São Paulo Haddad, que oscilou negativamente de 15% para 13%. Dessa forma, o petista ficou empatado tecnicamente com o apresentador Luciano Huck, com 12%, e o ex-governador Ciro Gomes (PDT), com 11%. Eles mantiveram seus porcentuais da pesquisa anterior.

Também estagnados, mas bem abaixo dos demais, estão o empresário João Amoêdo (Novo), com 4%, e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 3%.

Bolsonaro x Lula

No cenário com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato do PT, a vantagem de Bolsonaro cai consideravelmente – ele ficaria com 31% das intenções de voto, contra 28% do petista. Isso configura empate técnico e reafirma as conclusões de pesquisas anteriores do instituto: Lula é o adversário que mais ameaça a reeleição de Bolsonaro.

Lula, no entanto, está inelegível com base na Lei da Ficha Limpa. O petista foi condenado em segunda instância, o que impede que ele seja candidato em qualquer eleição. Caso nada mude até 2022, Lula está impossibilitado de concorrer.

A situação é a mesma da pesquisa de dezembro, quando eles ostentavam, respectivamente, taxas de 32% e 29%. Em um segundo turno, Bolsonaro teria hoje 45% das preferências contra 40% do ex-presidente Lula.

Em um segundo turno sem Lula, Bolsonaro venceria com folga Haddad (51% a 33%) e Doria (50% a 25%), mas teria uma disputa mais apertada com Huck (45% a 37%) e ficaria numericamente atrás de Moro (39% para o ministro da Justiça e 37% para o presidente).

O ex-juiz da Lava Jato é o ministro mais bem avaliado do governo, com 29% de aceitação – o segundo colocado, Paulo Guedes (Economia), vem bem atrás, com 6%. A pesquisa foi realizada entre os dias 7 e 10 de fevereiro de 2020. Dessa forma, ainda não foram sentidos os impactos da fala de Guedes sobre o dólar e as empregadas domésticas.

Moro lidera

Sem Bolsonaro e Lula na disputa, Moro lidera as pesquisas de intenção de voto, com 31%. Ele é seguido pelo apresentador Luciano Huck (16%) e pelo ex-candidato Fernando Haddad (14%). Ciro Gomes vem depois, com 12% das intenções de voto.

A pesquisa, realizada pelo instituto FSB Pesquisa, entrevistou 2 mil eleitores por telefone. A margem de erro no total da amostra é de 2 pontos porcentuais, com intervalo de confiança de 95% – ou seja, se a pesquisa fosse realizada 100 vezes, em 95 delas os resultados seriam esses.

Confira como ficaram os cenários:

Cenário 1

Jair Bolsonaro – 37%
Fernando Haddad – 13%
Luciano Huck – 12%
Ciro Gomes – 11%
João Amoêdo – 5%
João Dória – 3%

Cenário 2

Jair Bolsonaro – 31%
Lula – 28%
Luciano Huck – 11%
Ciro Gomes – 8%
João Amoêdo – 5%
João Dória – 4%

Cenário 3

Sergio Moro – 31%
Luciano Huck – 16%
Fernando Haddad – 14%
Ciro Gomes – 12%
João Amoêdo – 5%
João Dória – 4%

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Crítico de gastos com servidores, Guedes recebe R$ 8,2 mil por mês com auxílios para morar e comer

Resultado de imagem para paulo guedes

Além do salário de R$ 30,9 mil, Paulo Guedes (Economia) recebe dos cofres públicos R$ 7.733 por mês de auxílio-moradia, o teto permitido por lei, e passagens para ir de Brasília ao Rio, onde tem moradia fixa. Até julho, Guedes recebia também diárias (R$ 7.501 ao todo) para dar expediente na cidade onde mora, incluindo em datas sem compromisso na agenda. Entre as 60 viagens bancadas com dinheiro público no ano passado, 38 aconteceram a partir de quinta-feira, tendo como destino o Rio.

O contracheque do ministro traz também um aporte mensal de R$ 458 a título de auxílio-alimentação.

Guedes é alvo de críticas de servidores desde que os comparou a parasitas que estariam matando o hospedeiro, no caso o governo, que em suas palavras “está quebrado” e gasta 90% da receita com o funcionalismo.

Antes de ingressar na política, Guedes era presidente da Bozano Investimentos, que administrava fundos avaliados em R$ 2,7 bilhões. Como nunca foi candidato a cargo eletivo, o tamanho do seu patrimônio não é público.

A consulta ao Portal da Transparência mostra que, dos 22 ministros, ao menos 5 não recebem auxílio para alimentação e 11 não ganham o de moradia.

O Ministério da Economia diz que os auxílios estão previstos em lei e que Guedes não tem imóvel próprio em Brasília. Leia mais aqui.



FOLHAPRESS

Mulher é multada por comer coxinha enquanto dirigia em cidade do Paraná



Uma mulher de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, no Paraná, recebeu uma multa de trânsito inusitada. Ela foi multada por infração leve (três pontos e R$ 88) por ser flagrada dirigindo seu veículo enquanto comia uma coxinha. Ela foi multada por não estar com as mãos no volante. O caso viralizou na internet.
“Condutora dirigindo com a mão esquerda apoiada no volante, segurando uma coxinha, e com a mão direita um sachê de maionese. Condutor não identificado. Veículo em movimento", diz a justificativa da multa. O 1º Batalhão de Polícia Militar relatou que o documento é verdadeiro e que o auto de infração foi lavrado por um Policial Militar.
O que diz o Código
O Código de Trânsito Brasileiro diz que é obrigatório manter as duas mãos ao volante, exceto quando for necessário fazer troca de marcha, acessar algum acessório do veículo, ligar para-brisas, faróis ou sinalizar utilizando o braço. Neste caso,  comer ou beber enquanto dirige é uma infração, já que o motorista terá que tirar uma das mãos do volante para comer ou beber, o que constitui infração média. O mesmo se aplica à maquiagem. A infração é média e resulta em multa de R$ 130,16 e 4 pontos na carteira. Vale lembrar que, no caso de o motorista tirar uma das mãos do volante para mexer no telefone celular, a infração se torna gravíssima, com multa de R$ 293,47 e penalidade de 7 pontos na carteira.
No caso da motorista de Ponta Grossa, no entanto, ela foi multado pelo artigo 169 do capítulo XV das Infrações, que diz que pune quem dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança. Neste caso, a infração é leve. 

Seis pessoas são autuadas em Curitiba por venda de falso vinho feito com etanol



A Polícia Civil do Paraná (PCPR) autuou seis comerciantes por venda de falso vinho feito com etanol, em Curitiba. A operação foi deflagrada entre domingo (9) e quarta-feira (12) e contou com apoio do Ministério da Agricultura, da Universidade Federal do Paraná e da Vigilância Sanitária.
Durante a operação diversas garrafas do suposto vinho foram apreendidas. Um inquérito foi instaurado para apurar quem são os responsáveis pela fabricação e distribuição do produto. Há indícios de que a bebida seja vendida em outros estados brasileiros.
Vendida como “Vinho Colonial” nos bairros Centro, Cajuru e Umbará, a bebida tinha rótulo com selos de órgãos de governo e até de registro no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica. Mas, de acordo com as investigações todas as informações eram falsas.
As denúncias de consumidores passando mal após beberem o “vinho colonial” chegou ao Ministério da Agricultura, que procurou a PCPR para investigar a origem e nocividade do produto. Com apoio do laboratório de química da Universidade Federal do Paraná foram feitas análises e constatou-se que havia na composição vinho diluído com etanol combustível, ácido cítrico, corante e estabilizantes.
Comércios foram vistoriados e quatro homens e duas mulheres foram autuados por venda de bebida adulterada. Todos alegaram desconhecer a falsificação e adulteração do produto. Os suspeitos assinaram Termo Circunstanciado.
Um comerciante ainda foi autuado em flagrante por vender produto termogênico de venda ilegal no Brasil. Ele pagou fiança no valor de três salários mínimos e responderá em liberdade.

Ex-presidente Lula se encontra com o Papa no Vaticano

O Papa Francisco e o ex-presidente Lula

O papa Francisco recebeu nesta quinta-feira (13), no Vaticano, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para uma audiência privada.

O encontro ocorreu por volta de 16h (12h em Brasília) e foi intermediado pelo presidente da Argentina, Alberto Fernández, que se reuniu com o líder católico no dia 31 de janeiro.

Segundo o Instituto Lula, que publicou duas fotos da reunião, o Papa e o ex-mandatário discutiram "soluções para as injustiças e desigualdades no mundo". Uma das imagens mostra Francisco abençoando o petista com a mão em sua testa. O Vaticano ainda não se pronunciou sobre o encontro.

Na última quarta (12), o líder católico publicou uma exortação apostólica na qual critica a "atividade extrativa predatória" na Amazônia, "que responde à lógica da ganância, típica do paradigma tecnocrático dominante".

"A depredação do território vem junto do derramamento de sangue inocente e da criminalização dos defensores da Amazônia", diz um trecho da exortação, que é resultante das discussões do Sínodo do ano passado, alvo de críticas no governo Bolsonaro.

Por conta da reunião com o Papa, a Justiça Federal adiou um depoimento de Lula sobre a suposta venda de uma medida provisória para empresas automotivas, que estava previsto para 11 de fevereiro. O ex-presidente se diz inocente.