domingo, 17 de novembro de 2019

PM surpreende possível tentativa de furto de gado em Rosário do Ivaí



A polícia militar da cidade de Rosário do Ivaí surpreendeu uma possível tentativa de furto de gado na zona rural do município. Era por volta das 00h10min, na Rodovia Jose Miguel Lino, quando a polícia recebeu noticias que um caminhão boiadeiro teria chego na fazenda e manobrado o caminhão deixando de forma estratégica no acesso da propriedade onde se tornava pouco visível sendo que ficou a margem da estrada em cima da ponte na entrada da fazenda, moradores locais visualizaram a movimentação que chamou a atenção e trouxe o medo de serem vitimas de mais um furto de gado, uma vez que a uma incidência muito grande na região, de pronto a equipe informou o COPOM e deslocou sendo que na chegada, pode se constatar a veracidade das informações.

Varias outras chamadas no celular do policial deram informação do mesmo fato ambos com medo dos furtos de animais, feito buscas no local pode se perceber que o caminhão ficou em estado de “abandono” com a chave no contato, uma carteira com 232 reais no interior do caminhão bem como um celular marca LG e documento do veiculo, checado quanto ao documento do veiculo e ainda da pessoa que teria a principio deixado a carteira ali, o veiculo se encontrava pendente junto ao estado, a pessoa do documento qualificado e por estar o veiculo em estado de abandono e ainda impedindo que se tivesse acesso aquela propriedade foi devidamente sinalizado com sinais luminosos e sonoros por varias vezes afim de que se pudesse localizar o proprietário para a retirada do veiculo contudo nem um voluntario apareceu sendo então tomada as providencias cabíveis. (Tribuna Digital)

Comissão de Direitos Humanos registra novas mortes na Bolívia

Comissão de Direitos Humanos registra novas mortes na Bolívia

Quatro pessoas morreram nesse sábado (16) em manifestações na Bolívia, elevando para pelo menos 23 o número mortos desde o final de outubro, início da crise social e política, anunciou a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).
A CIDH, órgão da Organização dos Estados Americanos (OEA), também registrou pelo menos 122 feridos desde sexta-feira (15).
Também no sábado, o governo de transição da Bolívia garantiu que o decreto que isenta polícias e militares da responsabilidade criminal, quando agem em situações de necessidade e sob legítima defesa, não é uma “licença para matar” e está enquadrado na Constituição e nas leis do país.
Em entrevista no Palácio do Governo de La Paz, o ministro interino da Presidência, Xerxes Justiniano, disse que a medida divulgada na sexta-feira (15) “não contribui para nenhum estado de maior violência”, mas é um instrumento para “contribuir para a paz social”.
A resposta governamental surge na sequência de uma acusação feita pela CIDH, de que essa regra assinada pela presidente interina, Jeanine Áñez, “ignora os padrões internacionais” de direitos humanos e “estimula a repressão violenta”.
O ex-presidente boliviano Evo Morales afirmou, em entrevista divulgada sexta-feira pela agência de notícias Associated Press, que quer a ONU mediando a crise política no país e admitiu pedir a intervenção da Igreja Católica e do papa Francisco.
Morales afirmou ter sido deposto do cargo por um golpe de Estado que o forçou a exilar-se no México.
A renúncia de Morales surgiu após protestos em todo o país por suspeita de fraude na eleição de 20 de outubro, na qual o governante anunciou ter conquistado um quarto mandato.

Credibilidade de vacinas é menor entre homens e jovens, diz pesquisa

São Paulo inicia vacinação contra o sarampo

Uma pesquisa feita pela organização não governamental Avaaz, em parceria com a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), mostra que a credibilidade das vacinas é menor entre homens e jovens de 16 a 24 anos. O estudo mapeou o impacto das fake news em vacinas e contou com um questionário domiciliar em que o Ibope ouviu 2.002 pessoas entre 19 e 22 de setembro deste ano, em todas as regiões do país.
Segundo a pesquisa, 54% dos brasileiros consideram as vacinas totalmente seguras, e 31% avaliam que elas são parcialmente seguras. Para 8%, elas são parcialmente inseguras, e 6% responderam que elas são totalmente inseguras. A soma dos três últimos grupos mostra que 45% dos brasileiros têm algum grau de insegurança em relação às vacinas. Um percentual de 2% não respondeu ou não soube opinar.
Entre os homens, cai para 49% o percentual dos que consideram as vacinas totalmente seguras, e os outros três grupos somam 48%. Em relação à faixa etária, a situação é mais preocupante entre os jovens de 16 a 24 anos, já que 45% veem as vacinas como totalmente seguras e 53% têm algum nível de insegurança.
As pessoas com ensino médio se mostraram menos seguras sobre as vacinas do que aqueles com nível fundamental completo ou incompleto, sendo este último grupo o que dá maior credibilidade às imunizações (61%). Segundo a pesquisa, metade das pessoas que pararam de estudar ao concluir o ensino médio têm inseguranças em relação à vacinação, enquanto para quem tem nível superior esse percentual cai para 43%.
Assim como nos níveis de escolaridade, a camada mais pobre da população, com renda de até um salário mínimo, é a que confia mais nas vacinas. O resultado se repete entre as classes D e E, que superam a A, a B e a C no percentual que avaliou as vacinas como totalmente seguras. Para o presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, Juarez Cunha, os dados de renda, classe social e escolaridade mostram que a população mais pobre está menos impactada pelas fake news por consumir mais as informações da mídia tradicional, utilizar mais os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) e ter menos acesso às redes sociais.
“Elas são bastante impactadas pelas mídias tradicionais, mesmo sendo populações mais carentes. E tem a ação do SUS. São pessoas que são usuárias do SUS. E quando elas conseguem acessar o sistema, os profissionais de saúde se tornam muito importantes na informação”.

Câmara ‘sepultou’ Pacote Anticrime e o ministro Sérgio Moro sem sabe

Para Moro, ‘pressão desumana’ é um dos motivos para índice de suicídio entre policiais

A comissão de deputados criada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ele próprio alvo de citações na Lava Jato, liquidou os projetos do ministro Sérgio Moro (Justiça). O grupo de 17 deputados se encarregou de ‘matar’ o Pacote Anticrime. As propostas mais importantes, do “excludente de ilicitude” à prisão em 2ª instância, tudo foi engavetado ou “aperfeiçoado”. Moro não parece ciente da morte do seu pacote: há dias, ele disse haver retomado a confiança após a Reforma da Previdência. 
Advogados da Lava Jato foram escolhidos a dedo pela comissão criada por Rodrigo Maia, como “consultores” para detonar o Pacote Anticrime.
Crítico da Lava Jato, o criminalista Antonio Carlos de Almeida Castro (Kakay) foi um dos “ouvidos” pelo paredão de fuzilamento do pacote.
Kakay confirma que o projeto de Moro está mortinho da silva. “O pacote dele foi absolutamente derrotado” pela comissão, comemora ele.
Em setembro passado, Rodrigo Maia afirmou que a Câmara “deve aprovar a maior parte” ou 60 a 70% do pacote. Ele esconde o jogo.

País quebrado, MP do Trabalho fará concurso com salário inicial de R$29 mil

País quebrado, MP do Trabalho fará concurso com salário inicial de R$29 mil

Enquanto o governo Bolsonaro ensaia uma “reforma administrativa” cosmética, o setor público se comporta como se não houvesse amanhã, sem qualquer compromisso com redução de gastos públicos. O Ministério Público do Trabalho (MPT) abriu concurso para procurador cujo salário inicial, à espera dos penduricalhos de praxe, é de R$28.947,55. O cidadão abestado que se vire para pagar tudo isso. 
O salário inicial do procurador do MPT corresponde a nada menos que 29 salários mínimos no valor de R$998.
Com apenas um mês de salário, o futuro procurador do MPT poderia alimentar 79 famílias adquirindo-lhes cestas básicas.
No serviço público federal, para cada R$100 gastos em salários, mais R$77 são pagos em penduricalhos. No total, R$42 bilhões por ano.

Com aumento da fiscalização, apreensão de cocaína bate recorde em 2019

Com aumento da fiscalização, apreensão de cocaína bate recorde em 2019

As apreensões de cocaína pela Receita Federal bateram recorde neste ano e somaram 47,1 toneladas de janeiro a outubro. O resultado supera em quase 50% as 31,5 toneladas apreendidas em todo o ano de 2018.
O porto que mais registrou apreensões neste ano foi o de Santos (SP), com 18,9 toneladas. Em seguida vêm os portos de Paranaguá (PR), com 13,5 toneladas; de Natal, com 4,4 toneladas, e de Itajaí (SC), com 3,7 toneladas. Segundo a Receita, a maior parte da droga foi identificada em cargas que seriam exportadas para a Europa e a África.
De acordo com a Subsecretaria de Administração Aduaneira da Receita Federal, o aumento no volume recolhido decorre do aperfeiçoamento das técnicas de controle aduaneiro, com o uso intensivo de gestão de riscos, em que os agentes priorizam a fiscalização em cargas com mais risco de apreensões. A alta também se deve às ações de inteligência, quando o Fisco consegue identificar o transporte da droga com antecedência, e à integração com outros órgãos, como a Polícia Federal.
A Receita também aponta, como fatores que elevaram as apreensões de drogas, os investimentos em tecnologia, a capacitação dos servidores, a utilização de scanners e de cães farejadores e o próprio aumento das operações de fiscalização nas alfândegas.
Nos últimos quatro anos, a apreensão de cocaína registrou uma elevação considerável. O volume subiu de 2,5 toneladas em 2015, para 15,2 toneladas em 2016, 18,1 toneladas em 2017 e 31,5 toneladas no ano passado.

Decisão do STF de proibir prisão após 2ª instância gerou onda de repulsa

Manifestantes fazem ato contra decisão do STF sobre caixa 2 na Justiça Eleitoral

Levantamento nacional do instituto Paraná Pesquisas constatou a indignação generalizada dos brasileiros de todas as faixas etárias, dos três níveis de escolaridade e posições econômicas contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que vedou principalmente a prisão de políticos corruptos após condenação em segunda instância só para soltar Lula. Para 64,1%, isso fará a corrupção voltar com força. 
Maioria dos brasileiros de todas as regiões são favoráveis à prisão em 2ª instância, mas no Sudeste o percentual é maior: 65,1%.
O Paraná Pesquisas entrevistou 2.640 brasileiros em 166 municípios de todos os Estados e no Distrito Federal, entre os dias 11 e 13 deste mês.A enquete no site Diário do Poder é ainda mais eloquente: 99% de 9.880 votantes são favoráveis à prisão após condenação em 2ª instância.

Grupo de Whatsapp em universidade de Alagoas fala em fuzilar e depois queimar direitistas

Grupo de Whatsapp em universidade de Alagoas fala em fuzilar e depois queimar direitistas

Tratar “fascista e imperialista” na ponta do fuzil, dar tiro na cabeça, no peito, e ainda queimar o corpo “para garantir”, estão entre as pregações de um grupo de mensagens de Whatsapp identificado como membros do do curso “História Geral”, da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal). O discurso de ódio, de conotação claramente esquerdista, foi registrado durante comentários do grupo sobre a renúncia do cocaleiro Evo Morales da presidência da Bolívia, após fraudar as eleições para manter o cargo.
No grupo da Uneal prega-se a intolerância e a violência sem saber, por ignorantes, que se utilizam dos métodos fascistas que criticam.
“Quando a gente diz que facista [sic] e imperialista se trata na ponta do fuzil. A esquerda centrista acha ruim”, diz um deles em mau português.
Outra radicaliza ainda mais: “Um tira [sic] na cabeça e um no peito pra ter a confirmação”. Um terceiro reforça: “Depois queima só por garantia”.
A leitura das mensagens mostra como fazem falta a essa turma estudar História de fato e, se possível, também revisitar a Cartilha do ABC. 
A informação é da coluna do jornalista Cláudio Humberto.

sábado, 16 de novembro de 2019

FALTA DE ÁGUA - Sanepar avisa a falta de água em Rosário do Ivaí

Imagem relacionada

A Sanepar informa que, no domingo (17), o desligamento de energia programado pela Copel pode afetar o abastecimento de Rosário do Ivaí. O município vai ser atendido com caminhão pipa durante a realização do serviço, que começa às 8 horas. A normalização do fornecimento de água está prevista para o período da noite. Clientes que possuem caixa-d'água não devem ser afetados. 

A Sanepar lembra que, de acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), cada imóvel deve ter reservatório com capacidade para atender as necessidades dos moradores por, no mínimo, 24 horas. A caixa-d'água deve armazenar pelo menos 500 litros. A Sanepar pede que a população utilize água de maneira racional, evitando desperdícios. 

O Serviço de Atendimento ao Cliente Sanepar é feito pelo telefone 0800 200 0115. Ao ligar, tenha em mãos a conta de água ou o número de sua matrícula. Para consultar esta e outras informações, use o aplicativo para celular Sanepar Mobile ou acesse sempre o site da Sanepar: www.sanepar.com.br.

Jovem que sofreu AVC após ser agredida em Ponta Grossa recebe alta do hospital

Franciele Gonçalves foi internada em estado grave após ser agredida neste domingo (3) — Foto: Arquivo Pessoal

A jovem que sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) após ser agredida, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, recebeu alta do hospital nesta quinta-feira (14). Franciele Gonçalves, 22 anos, ficou internada durante 11 dias.

A vítima foi socorrida e internada em estado grave no dia 3 de novembro. Segundo a Polícia Civil, o ex-marido dela, João Carlos dos Santos, é suspeito de ter agredido Franciele. Ele está preso.

Após as agressões, a jovem chegou a ficar internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário Regional de Ponta Grossa.

Nesta sexta-feita (15), amigas de Franciele fizeram uma manifestação contrária à violência contra a mulher. O movimento se reuniu no centro da cidade.

Suspeito preso

O suspeito João Carlos dos Santos se apresentou à polícia dois dias depois do crime. Ele prestou depoimento e foi liberado. Ainda na mesma semana, o suspeito foi detido após a Justiça expedir um mandado de prisão preventiva.

De acordo com a Polícia Civil, o homem foi até a casa da jovem para conversar, quando começou agredi-la com chutes e socos.

Segundo a investigação, o suspeito levantou Franciele e a arremessou contra o chão, o que fez com que ela batesse a cabeça em um meio-fio.

A defesa de João Carlos do Santos nega que houve agressão e reforça que, em depoimento, o homem disse que a jovem se machucou ao cair durante um empurra-empurra.

Homem é preso com R$ 45 mil, arma e rádios transmissores após ser denunciado por violência doméstica em Umuarama

Dinheiro, arma e rádios transmissores foram apreendidos pela polícia em Umuarama — Foto: PM/Divulgação

Um homem, de 37 anos, foi preso com R$ 45 mil após a noiva denunciá-lo por violência doméstica em Umuarama, no noroeste do Paraná, na madrugada desta sexta-feira (15), de acordo com a Polícia Militar (PM).

A PM encontrou também arma de fogo e rádios transmissores. A polícia afirmou que o dinheiro seria do contrabando de cigarros.

A mulher disse aos policiais que tinha brigado com o noivo e que ele a ameaçou com uma arma de fogo.

Em um primeiro momento, de acordo com a PM, os policiais não encontraram a arma, mas a mãe da mulher denunciou que no sótão do imóvel estaria escondida a pistola.

O suspeito foi autuado por lesão corporal - violência doméstica e familiar contra a mulher, posse irregular de arma de fogo e munição e uso irregular de aparelho telecomunicação.

A polícia informou que o suspeito tinha passagens por contrabando e tráfico de drogas

Jovem morta a tiros mandou foto e avisou a mãe que estava sendo perseguida pelo ex-namorado

Adrielli foi morta com cinco tiros em São Manuel  — Foto: Facebook/ reprodução

A jovem Adrielli Rodrigues, de 22 anos e que foi morta com quatro tiros no peito em São Manuel (SP) na tarde de quinta-feira (14) mandou uma mensagem para mãe minutos antes de ser baleada dizendo que estava sendo perseguida pelo ex-namorado.

Na mensagem, Adrielli Rodrigues mandou uma foto do ex, Cristiano Gomes, em uma moto. A mãe da jovem, Kate Cilene Roberta da Cruz, contou à reportagem da TV TEM que a filha tinha acabado de registrar um boletim de ocorrência contra Cristiano por agressões e ameaças na delegacia e pedido uma medida protetiva.

Na mensagem, ela fala para mãe que agora tinha provas de que ele a perseguia. A jovem foi atingida após sair da delegacia, quando estava em uma motocicleta na quadra 1 da Rua Francisco da Cruz Mellão, onde o suspeito estaria esperando ela passar.



Segundo a polícia, ele disparou cinco vezes e quatro tiros atingiram Adrielli. Ela chegou a ser socorrida e encaminhada para o Hospital das Clínicas de Botucatu, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na noite de quinta-feira.

Após os disparos, o suspeito fugiu. Cristiano teve a prisão preventiva decretada e foi preso nesta sexta-feira (15).

O velório de Adrielli foi realizado na tarde desta sexta-feira (15) e o enterro está previsto para as 8hrs deste sábado (16), no cemitério do distrito de Aparecida de São Manuel

Governo e oposição no Chile fazem acordo para convocar plebiscito

Governo e oposição no Chile fazem acordo para convocar plebiscito

O plebiscito será o primeiro passo para uma nova Constituição que substitua ou modifique substancialmente a que está em vigor desde 1980 e foi aprovada durante a ditadura de Augusto Pinochet.
Uma nova Constituição era uma das reivindicações dos protestos que tomaram o país desde 18 de outubro.
A persistência e a força do protesto social que mantém os chilenos em tensão convenceram os líderes dos partidos políticos da necessidade de realizar negociação para escolher os mecanismos para a reforma constitucional.
A rebelião estudantil contra o aumento das passagens de metrô, o embrião da reação popular, rapidamente se tornou uma demanda massiva que denunciou as desigualdades sociais em um país que até recentemente era tomado como exemplo de desenvolvimento pelos defensores do neoliberalismo.
Nas praças das grandes cidades do Chile, a maioria das manifestações foram pacíficas. Entretanto, foram contabilizados pelo menos 22 mortos, milhares de feridos e detidos, além do registro de saques, incêndios e danos materiais milionários. (ABr)

Bolsonaro sobre fim do DPVAT: "Quem quiser seguro pode procurar seguradora.

Jair Bolsonaro (PSL), presidente da República - Isac Nobrega/PR

Em transmissão semanal ao vivo no Facebook, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), abordou também a extinção do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT). O presidente ressaltou que o DPVAT foi extinto por medida provisória, que pode caducar ou ser rejeitada no Congresso, e o seguro voltar a valer. "Quem quiser fazer um seguro pode procurar a seguradora; tudo o que é obrigatório não é bom", ressaltou, ao lado do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, que citou a seguradora do banco como uma opção..

A decisão de Bolsonaro de extinguir o DPVAT atingirá em cheio os negócios do presidente do PSL, deputado Luciano Bivar (PE). Desafeto do presidente da República, Bivar é o controlador e presidente do conselho de administração da seguradora Excelsior, uma das credenciadas pelo governo para cobertura do seguro DPVAT. Saída do PSL A desfiliação do presidente Jair Bolsonaro do PSL será nos próximos dias. O anúncio foi feito pelo próprio presidente na transmissão semanal ao vivo no Facebook. Bolsonaro afirmou, no entanto, que a separação é "amigável" e chegou a agradecer "todo o apoio e consideração" que teve "até o momento" no partido. Ele ainda desejou "boa sorte" a Bivar.

"Lançamos aqui, não de forma oficial ainda, o novo partido Aliança pelo Brasil. Está em estudo ainda. A única certeza é que me desfilio nos próximos dias do PSL", disse Bolsonaro. "Cada um segue o seu destino, como uma separação. Infelizmente, acontece na vida da gente; já me separei uma vez, estou no segundo casamento", afirmou. "Vão ser felizes, todo mundo", disse..

Ouvidoria apura se PMs ameaçaram família de adolescente desaparecido em SP.

O adolescente Lucas Eduardo Martins dos Santos, de 14 anos, desaparecido desde terça-feira (12) - Arquivo pessoal

A Ouvidoria das Polícias de São Paulo recebe na segunda-feira (18) familiares do adolescente Lucas Eduardo Martins dos Santos, 14, desaparecido desde a madrugada de terça-feira (12) após ser abordado por policiais militares, em Santo André. Os parentes relatam que sofreram ameaças de morte por agentes envolvidos no sumiço do garoto. Ele estava em frente à casa da madrasta quando foi abordado por integrantes do 41º Batalhão da Polícia Militar, em uma comunidade pobre da cidade do ABC paulista..

Parentes do jovem estiveram no IML de Santo André, na tarde de hoje, após um corpo com características semelhantes às de Lucas ter sido encontrado no Parque do Pedroso. Segundo o ouvidor Benedito Mariano, a família não tem certeza se o corpo é do garoto. "A família não reconheceu o corpo como sendo o do garoto Lucas. Agora é aguardar exame de DNA. Só teremos o resultado em dez dias", diz Mariano. 

A SSP (Secretaria da Segurança Pública) afirma que dois policiais militares suspeitos de envolvimento no desaparecimento de Lucas foram afastados de suas funções. "Todas as circunstâncias relativas ao fato são apuradas por meio de inquérito instaurado pelo Setor de Desaparecimento do SH.

Espanha começará a tirar cercas com arame farpado em fronteiras com Marrocos..

Jesus Blasco de Avellaneda - 3.abr.2014/Reuters

A Espanha começará, antes do fim deste mês, a retirar as cercas com arame farpado que estão instaladas nas fronteiras das cidades de Ceuta e Melilla, com o território do Marrocos, segundo informou nesta sexta-feira o Ministério do Interior do país europeu. A previsão é que as obras durem dez meses, em que as barreiras serão trocadas por elementos considerados mais seguros e menos agressivos.

A medida indica a aplicação de um plano de modernização das fronteiras das duas cidades, que foi aprovado em janeiro deste ano pelo governo do presidente Pedro Sánchez. A retirada das cercas era uma antiga reivindicação de organizações humanitárias, que as consideravam perigosas e ineficazes, já que não desencorajam os imigrantes a tentarem passar para o lado espanhol. 


A previsão é que o plano de modernização receba investimento de 32 milhões de euros (R$ 147,2 milhões). O projeto visa instalar equipamento mais moderno e sistemas de prevenção menos lesivos para os imigrantes.

Ônibus com 46 passageiros pega fogo na rodovia em Lençóis Paulista

Incêndio destruiu o ônibus em Lençóis Paulista — Foto: Antônio Carlos Teixeira dos Santos/ Arquivo pessoal

Um ônibus pegou fogo nesta sexta-feira (15) de manhã na Rodovia Marechal Rondon, em Lençóis Paulista. Segundo a Polícia Rodoviária, uma pane elétrica provocou o incêndio. Os passageiros e o motorista conseguiram sair sem ferimentos.

Um dos passageiros, Antônio Carlos Teixeira dos Santos registrou o momento em que as chamas consomem o veículo. Ele contou que havia 46 passageiros no ônibus e eles estavam indo para uma convenção de uma igreja.

Ainda segundo ele, o incêndio queimou todas as bagagens dos passageiros. O ônibus também ficou totalmente destruído.

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Três pessoas são presas com celulares escondidos em fundo falso de carro, na BR-277

Motorista é preso com celulares escondidos em fundo falso de carro, na BR-277 — Foto: Divulgação/PRF

Três pessoas foram presas com celulares escondidos em um fundo falso do carro que estavam, na BR-277, em Céu Azul, no oeste do Paraná.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a equipe deu ordem de parada ao motorista, na tarde desta sexta-feira (15).

Durante a abordagem, a polícia encontrou em um compartimento oculto, no para-choque traseiro e no painel, 196 celulares sem a documentação fiscal.

O motorista disse à polícia que a mercadoria não era dele e que estava fazendo o transporte para São Paulo.

Segundo a PRF, o carro, o motorista e duas passageiras foram encaminhados à Receita Federal de Cascavel, também no oeste do estado.

Aumento da cota de compras para US$ 500 vai incrementar turismo da fronteira



Agora é para valer. O governo do presidente Jair Bolsonaro aumentou de US$ 300 para US$ 500 o valor da cota de compras via terrestre e por rio. A portaria com a medida, assinada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 14, e passa a vigorar em 1º de janeiro, época de alta temporada, quando normalmente Foz do Iguaçu está repleta de turistas do mundo inteiro.
O aumento da cota chega no momento em que o Destino Iguaçu está passando por grandes transformações. Nos próximos anos, a região deverá se tornar em um dos maiores “hubs” comerciais do Brasil, graças aos investimentos da usina de Itaipu, que vem redirecionando recursos em obras que darão um novo status econômico à fronteira. 
Já estão em andamento a construção da Ponte da Integração Brasil-Paraguai e as ampliações no aeroporto de Foz do Iguaçu, além das obras do mercado municipal e, futuramente, a modernização e criação de mais leitos no Hospital Ministro Costa Cavalcanti.

Lula vai à luta



O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez, nesta quinta-feira, 14, seu primeiro pronunciamento para o partido, durante a Executiva Nacional do PT, em Salvador, na Bahia. Em meio a discussões de que o PT poderia compor candidaturas de outros partidos de esquerda nas eleições municipais do ano que vem, Lula disse que a legenda “não nasceu para ser partido de apoio” e que deve lançar candidatos em todas as cidades possíveis. 
Afirmou, ainda, que o partido não precisa fazer nenhuma autocrítica. Durante discurso, citou praticamente todos os possíveis candidatos à Presidência em 2022, com críticas e ironias ao presidente Jair Bolsonaro, ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB) e ao apresentador de TV Luciano Huck.
Ao falar de Bolsonaro, Lula voltou a ligar o nome do presidente ao de milicianos e ao assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e de seu motorista Anderson Gomes. “Bolsonaro, não pense que eu quero brigar com esses milicianos. 
Não quero, essa briga resultou na (morte de) Marielle”. Lula voltou a criticar a condução econômica do governo federal, numa demonstração do que deve ser o mote de sua atuação na oposição e atacou de forma rápida o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, a quem chamou de “canalha”.

ROSARIO DO IVAÍ.......Nosso blog deseja a todos um bom feriado.

Resultado de imagem para 15 de novembro


IGP-10 sobe 0,19% em novembro, aponta Ibre/FGV

Inflação pelo IPC-S cai para 0,22% em maio

O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10), divulgado hoje (14), pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), variou 0,19% em novembro. O acumulado do ano soma alta de 4,62% e em 12 meses a alta é de 3,33%. A coleta de preços para a pesquisa foi feita entre os dias 11 de outubro e 10 de novembro.
Em outubro, a taxa variou 0,77%, e em novembro de 2018, o índice havia registrado queda de 0,16%.
O IGP é um indicador mensal do nível de atividade econômica, sendo composto pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), Índice de Preços ao Consumidor (IPC) e pelo Índice Nacional de Custo da Construção (INCC).
Em novembro, o IPA variou 0,25%, depois de subir 1,16% em outubro. Por estágios de processamento, os Bens Finais subiram 0,23%, após alta de 0,04% em outubro, influenciado pelo subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de 0,34% para 1,17%.
Já a taxa de Bens Intermediários passou de 1,33% em outubro para 0,82% em novembro, com influência do subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, cuja desacelerou da alta de 7,43% para 2,40%.
No índice de Matérias-Primas Brutas, a queda de 2,24% em outubro para menos 0,36% em novembro ocorreu devido à queda de preço no minério de ferro (4,16% para menos 9,47%), café em grão (4,70% para menos 0,76%) e leite in natura (menos 0,07% para menos 1,76%). As principais altas foram no milho em grão de 5,27% para 9,33%; bovinos, de 1,64% para 4,19%, e cana-de-açúcar de menos 0,23% para 1,48%.

IPC

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) no mês de novembro subiu 0,03%, depois da queda de 0,06% em outubro. Segundo o Ibre/FGV, quatro das oito classes de despesa avançaram. O destaque foi o grupo Alimentação, que passou de menos 0,64% para menos 0,07%, com as frutas registrando alta de 0,46% em novembro, após queda de 5,31% em outubro.
O grupo Vestuário também subiu, de 0,14% para 0,43%. Despesas Diversas passaram de 0,11% para 0,34% e Saúde e Cuidados Pessoais foram de 0,22% para 0,31%, influenciados pelos itens roupas (0,32% para 0,53%), cigarros (0,17% para 0,73%) e artigos de higiene e cuidado pessoal (0,15% para 0,53%).
Por outro lado, tiveram desaceleração os grupos Educação, Leitura e Recreação (0,24% para 0,15%), Habitação (-0,02% para -0,14%), Transportes (0,21% para 0,14%) e Comunicação (0,34% para -0,09%). As maiores influências foram em passagem aérea (-0,16% para -4,44%), eletricidade residencial (-1,06% para -1,58%), óleo diesel (3,02% para 1,67%) e telefone móvel (0,97% para -0,13%).

INCC

O último componente do IGP, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 0,20% em novembro, depois de variar 0,09% em outubro. Materiais e Equipamentos passaram de 0,26% para 0,50%, Serviços foram de -0,02% para 0,23% e Mão de Obra que teve variação pelo segundo mês seguido.(ABr)

Após 23 dias internado, Bruno Covas tem alta de hospital em São Paulo

Covas melhora e começará 2ª ciclo de quimio contra câncer no estômago

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, receberá alta e deixará o Hospital Sírio-Libanês até as 18h de hoje (14). Ele voltará para a sua residência, para repouso até o domingo (17). Na segunda-feira (18), Covas já poderá despachar no gabinete da prefeitura. A informação foi dada pela junta médica que trata o prefeito.
“O prefeito reagiu muito bem às duas sessões de quimioterapia sem qualquer efeito adverso. Ele se portou bem, suportou bem todos os medicamentos, não teve efeitos adversos. Então ele deve ter alta hoje até o final da tarde”, informou o médico David Uip, um dos coordenadores da equipe que cuida do prefeito.
De acordo com os médicos, o dia a dia do prefeito, a partir de segunda-feira (18), não deverá sofrer alterações em razão do tratamento. Ele, no entanto, não deve realizar eventos com a participação de multidões.
“Ele vai ter a rotina da vida dele. O limite maior quem dá é o paciente. A partir de segunda-feira, ele volta a ter uma vida de gabinete normal. Na vida pública, ele tem que guardar energia, não vai se expôr a grandes multidões. Mas fará as visitas que ele determinar segundo a agenda que for planejada”, disse Uip.
Os médicos ainda informaram que os coágulos (trombos) que haviam se formado no coração e no tórax do prefeito diminuíram e estão sumindo aos poucos. No período fora do hospital, Covas continuará sendo medicado com anticoagulantes.
Bruno Covas voltará ao hospital no próximo dia 25, para novos exames preparativos para a terceira sessão de quimioterapia. Ele deverá ser internado no mesmo dia para começar o tratamento – que tem duração de 30 horas contínuas – na terça-feira (26).
Segundo Uip, após a terceira sessão de quimioterapia, o prefeito deverá voltar ao hospital no início de dezembro para fazer exames de controle dos tumores. Só então a equipe médica terá resultados do impacto do tratamento na doença, e discutirá a forma de continuidade do tratamento.

Maioria dos brasileiros prevê mais corrupção com o fim da prisão em 2ª instância

STF suspende julgamento com três votos a favor da prisão após segunda instância

A maioria dos brasileiros (61,4%) acredita que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de proibir as prisões após condenação em Segunda Instância, vai contribuir para o aumento da corrupção no Brasil, segundo levantamento Paraná Pesquisas.
Para 27,2% dos entrevistados, os níveis de corrupção continuarão os mesmos e 7,2% acreditam que haverá diminuição. Apenas 4,2% não souberam ou não quiseram opinar sobre o tema.
A decisão do STF foi considerada importante ou muito importante para a vida de 51,8% dos brasileiros e 30,5% a classificaram como pouco ou nada importante. Há ainda 12,2% que consideraram que a decisão será indiferente em suas vidas e 5,5% que não souberam ou não quiseram responder.
A Paraná Pesquisas ouviu 2.640 pessoas em 166 municípios dos 26 estados e no Distrito Federal entre os dias 11 e 13 de novembro. O grau de confiança do levantamento é de 95% com uma margem de erro de 2% para mais ou menos.

BNDES vai antecipar devolução de recursos para a União, diz Montezano

BNDES é aprovado pela ONU para realizar ações contra mudança climática

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai cumprir a meta de antecipação da devolução de recursos ao Tesouro Nacional. A informação foi dada pelo presidente do banco, Gustavo Montezano, durante a apresentação do balanço da instituição no terceiro trimestre de 2019. Até agora, já foram repassados R$ 100 bilhões. Até o fim do ano o volume vai alcançar R$ 123 bilhões.
“A gente vai terminar o ano com a meta superada. A gente tinha o número de R$ 126 bilhões que colocamos como objetivo. Esse número será cumprido. O número redondo seria 123 bilhões de reais, mas como está antecipando, economiza uns meses de juros. Já está, totalmente, aprovado. Agora é só mero trâmite burocrático [para fazer a liberação], disse Montezano.
“A expectativa é que a gente pague até o final de novembro”, completou a diretora financeira do BNDES, Bianca Nasser.
Além disso, o BNDES pagará R$ 9 bilhões ao governo federal, a título de adiantamento de dividendos. Com isso, os recursos pagos ao Tesouro chegarão a R$ 132 bilhões em 2019. A título de dividendo obrigatório relativo ao lucro de 2018, nos primeiros nove meses de 2019, o BNDES pagou ao Tesouro Nacional R$ 1,6 bilhão. Já quanto ao lucro apurado no primeiro semestre de 2019, o banco efetuou pagamento de R$ 1,8 bilhão. Parcela adicional de dividendos de R$ 6 bilhões está aprovada para pagamento no último trimestre do ano.
“Além do Tesouro a gente também está pagando 60% do lucro acumulado no primeiro semestre. Somando o repagamento ao tesouro e os dividendos pagos este ano, tanto referentes a 2018, quanto ao primeiro semestre de 2019, a gente vai totalizar o pagamento de R$ 132,5 bilhões à União. A gente considera que essa meta será superada” (ABr)

Segundo Chevrolet, cerca de 80% dos Onix Plus envolvidos no recall já foram reparados

Chevrolet inicia reformulação da linha compacta no Brasil e apresenta família Onix

Após o caso de incêndio de um Onix Plus no interior do Maranhão, a Chevrolet resolveu parar a entrega do sedã compacto e convocou todos os proprietários das unidades já vendidas para realizarem recall no software de gerenciamento do motor.
Segundo a marca, 99% dos motoristas foram contactados e 80% desses modelos já foram reparados. De acordo com a montadora, para garantir que todos os clientes possam realizar o procedimento o mais rápido possível, algumas concessionárias abrirão neste fim de semana de feriado. 
Para confirmar quais concessionárias estarão abertas, a consulta pode ser feita diretamente com a loja da preferência do cliente. A lista completa e os contatos de cada uma delas está disponível no site da Chevrolet. O serviço pode ser agendado e dura até uma hora.
Ainda segundo a americana, a atualização do software é extremamente necessária, pois, em condição específica de temperatura, altitude e pressão, além da composição do combustível, o motor pode quebrar, podendo ocasionar o vazamento de óleo, que, em contato com partes quentes pode provocar um incêndio, causando riscos para os ocupantes.

Empresa brasiliense pediu R$ 300 mil por “identificar” navio grego como poluidor

Empresa brasiliense pediu R$ 300 mil por “identificar” navio grego como poluidor

Fonte do Ministério do Meio Ambiente confirmou à coluna que o Ibama se negou a pagar R$300 mil cobrados pela Hex, empresa brasiliense de tecnologia geoespacial, em troca da “descoberta” de que um navio grego seria o responsável pelo despejo do petróleo venezuelano no oceano Atlântico.
Desde o início, os técnicos do Ibama receberam com reservas o laudo da Hex apontando o navio Bouboulina como origem da poluição. Procurada, a empresa não respondeu aos questionamentos da coluna.
A posição do Ibama acabou fortalecida, no governo, pelo fato de as investigações não conseguirem confirmar os estudos da Hex.
Também procurado, o Inpe se recusou a referendar as conclusões da empresa brasiliense, preferindo se utilizar do próprio acesso a satélites.
O laudo culpando o navio Bouboulina foi acatado pela Polícia Federal, que, aliás, não tem expertise em investigações de crimes do gênero.
Vários outros laudos de rastreamento, no Brasil e Estados Unidos, também concluíram que o navio grego não foi a origem do óleo.

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Marido de paciente em trabalho de parto agride obstetra e é preso, em SC

Marido agride obstetra por encostar em mulher durante parto (Diario BC/Igor Silva)

De acordo com informações da assessoria de imprensa do Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, Santa Catarina, a agressão aconteceu na manhã desta quarta-feira (13), durante o atendimento a uma paciente em trabalho de parto. "Enquanto a mulher era atendida, o marido dela – de forma inesperada – agrediu o obstetra com socos", afirma a nota oficial.

De acordo com a Divisão de Investigação Criminal (DIC), de Itajaí, o marido já teria avisado ao médico que não tocasse na mulher dele quando ele não estivesse por perto. "Mas ela entrou em trabalho de parto e o marido estava trabalhando. Quando ele chegou ao hospital, já partiu para cima do obstetra, agredindo". Ainda segundo a polícia, o marido já teria registros policiais por crimes como ameaças e lesão corporal. Após a agressão, o casal foi para o hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú, onde o agressor foi preso pela polícia militar.

O Hospital Marieta informou que o médico sofreu lesões graves e, nesse momento, passa por uma cirurgia reconstrutiva da face. Em nota, o hospital afirmou que "repudia veementemente" a agressão realizada a um dos médicos da instituição. "O Hospital Marieta tomará todas as medidas para dar suporte assistencial ao médico, quanto para que o agressor suporte as consequências legais dessa condenável atitude”, finalizou. 

Os nomes do médicos e do agressor não foram divulgados.

Irmãos policiais são presos em operação que investiga crimes entre famílias rivais no Ceará

Operação prende irmãos policiais suspeitos de participação em homicídios no interior do Ceará  — Foto: Ricardo Mota/SVM

Dois irmãos policiais militares foram presos suspeitos de envolvimento em homicídios cometidos entre duas famílias rivais de Banabuiú, município do interior do Ceará. Uma delas da qual os irmãos fazem parte. Outras seis pessoas também foram presas na operação que cumpriu cinco mandados de prisão e 14 de busca e apreensão nas cidades de Banabuiu, Quixadá, Fortaleza, no Ceará, e Balças, no Maranhão, nesta terça-feira (12).

Segundo a polícia, houve pelo menos quatro assassinatos de membros das duas famílias desde 2010. A polícia não explicou qual a motivação da rixa entre as famílias.

Durante a operação foram apreendidas 10 armas, entre elas um fuzil de uso restrito das forças policiais, e mais de mil munições de uso restrito. Além de R$ 7 mil em dinheiro, cheques, celulares e notebook.

Parte das munições foram encontradas com os militares, que são de Fortaleza, mas possuem familiares em Banabuiu.

As armas apreendidas vão passar por exames periciais.

Após 'pedir' que filhas de ministros do STF sejam estupradas, advogada pode ter registro da OAB cassado

Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images

Uma advogada pode ser punida e até ter seu registro profissional cassado após publicar uma mensagem ofensiva nas redes sociais devido à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de proibir a prisão após a condenação em segunda instância, que culminou na soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Claudia Teixeira Gomes publicou a seguinte mensagem em uma rede social. “Que estuprem e matem as filhas dos Ordinários Ministros do STF”. Após a repercussão negativa, a advogada apagou a postagem, postada no último dia 8, e também o perfil.

Ricardo Breier, presidente da OAB-RS exigiu “adoção de imediatas providências” para o Tribunal de Ética e Disciplina da entidade, segundo o UOL.

No ofício protocolado contra a advogada, Breier diz que a declaração “demonstra clara incitação à violência e que vai na contramão da postura exigida a um profissional representante da cidadania".

O presidente da OAB-RS ainda destaca que a postura de Claudia não é compatível com a advocacia. "Conforme se denota nas inúmeras matérias publicadas, cópia anexa, e também nos milhares, senão milhões, de comentários, a referida advogada realizou postagem cujo teor, salvo melhor juízo, não é compatível com a advocacia, que exige uma conduta alicerçada na ética e no respeito a preceitos fundamentais, como a moralidade e a paz social, inclusive na esfera pessoal".

Ainda segundo o portal UOL, o processo disciplinar tem até seis meses para ser concluído e pode resultar em penalidades menores, como advertência. Ainda assim, há chance de punições mais severas como a suspensão de no máximo um ano e até a cassação do registro profissional.

Presidente interina chega à sede do governo da Bolívia; protestos continuam

Senadora Jeanine Añez segura bandeira boliviana no Congresso da Bolívia em La Paz no dia 11 de novembro de 2019  — Foto: Luisa Gonzalez/Reuters

A líder interina da Bolívia, Jeanine Áñez, chegou nesta quarta-feira (13) à Casa do Governo, no centro de La Paz, para assumir suas funções depois de se autoproclamar presidente na tentativa de acabar com o vácuo de poder surgido após a renúncia de Evo Morales.

Áñez chegou de manhã ao Palácio Quemado, como é conhecido o edifício presidencial boliviano histórico, que Morales havia deixado de usar por considerá-lo um símbolo do velho poder.

A autoridade da presidenta interina é questionada pelos partidários de Morales, porque a Assembleia Legislativa na qual assumiu a Presidência interinamente não reuniu o quórum necessário devido à ausência dos parlamentares leais ao ex-presidente, que na segunda-feira (11) deixou o país para se asilar no México.

Com a ascensão de Áñez, a oposição pretende preencher o vácuo de poder surgido após a renúncia de Morales, de seu vice-presidente e dos titulares de ambas as câmaras do Congresso.

Com a ascensão de Áñez, a oposição pretende preencher o vácuo de poder surgido após a renúncia de Morales, de seu vice-presidente e dos titulares de ambas as câmaras do Congresso.
A situação institucional da Bolívia provocou divisões na América Latina entre uma centro-direita que considera que Morales cometeu fraude e devia deixar o poder e uma centro-esquerda que aponta um golpe de Estado contra ele.

Nesta quarta-feira, o governo do presidente Jair Bolsonaro reconheceu Áñez como presidente da Bolívia por meio de uma mensagem em rede social.

BEBIANNO APRESENTOU FOTOS DE 'SURUBA GAY' PARA IMPEDIR QUE EU FOSSE VICE, DIZ PRÍNCIPE

O príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro desistiu de convidar o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança para ser vice-presidente em sua chapa depois de ter sido informado por seu então braço direito, o advogado Gustavo Bebianno , que haveria fotos de Orleans e Bragança participando de uma orgia e que ele teria envolvimento em agressões a moradores de rua. As informações foram publicadas pela revista Crusoé e confirmadas por ÉPOCA. O deputado garantiu que as fotos e informações eram falsas.

"Bebianno armou e não queria que eu fosse o vice. Ele disse ao presidente que haveria um dossiê que tinha fotos minhas, segundo um amigo me contou na ocasião. O dossiê foi usado porque era domingo de manhã e era o último dia para protocolar quem seria o vice. Ele não queria colocar um militar, inicialmente", contou Orleans e Bragança a ÉPOCA.

Segundo o príncipe, Bolsonaro lhe pediu desculpas na última terça-feira 12. "Sei que esse tipo de armação ocorre a todo momento. Sei que circulam informações falsas. O dossiê era de fotos que eu fazia uma suruba gay e que eu batia em mendigo", contou o deputado.

O deputado federal Alexandre Frota também confirmou à colunista da Folha de S.Paulo Mônica Bergamo que Bolsonaro lhe perguntou sobre o príncipe. "Me perguntou se eu sabia se o príncipe era gay ou não. Eu disse que não sabia”, disse.

Bolsonaro anuncia a criação do Aliança pelo Brasil e oficializa saída do PSL

Bolsonaro anuncia a criação do Aliança pelo Brasil e oficializa saída do PSL

O presidente Jair Bolsonaro anunciou sua saída no Partido Social Liberal (PSL) e a criação de uma nova legenda, Aliança pelo Brasil, por meio de seu perfil no Twitter, na noite desta terça-feira (12). “Agradeço a todos que colaboraram comigo no PSL e que foram parceiros nas eleições de 2018”.
Na publicação Bolsonaro aparece cercado por um grupo de parlamentares que migram junto com ele para o novo partido. Grupo que esteve reunido com o presidente no Planalto, antes do anuncio.
Durante o encontro, Bolsonaro leu um manifesto em que declara que a criação do partido é um sonho e a inspiração de pessoas leais a ele, e que por meio de sua criação, deseja “livrar o país dos larápios, dos espertos, dos demagogos e dos traidores que enganam os pobres e os ignorantes que eles mesmos mantêm, para se fartar”.
Uma reunião já está marcada para o próximo dia 21, com intuito de alinhar as novas diretrizes da legenda, assim como, apresentar o estatuto do partido.
Para que o partido possa sair do papel, é necessário que seja protocolado o pedido de criação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com ao menos 419,9 mil assinaturas em nove estados. Para que os membros possam concorrer nas eleições no ano que vem, é necessário que todo tramite seja concluído até março.
Essa é a nona vez que Bolsonaro troca de partido, ao logo de sua vida política,  Bolsonaro passou pelos seguintes partidos: PDC, PPR, PPB, PTB, PFL, PP e PSC.

Petrobras vai vender todos os ativos que tem no Uruguai

Força-tarefa denuncia operador que atuava em favor do Grupo Iesa junto a Petrobras

A Petrobras informou hoje (12) que iniciou a etapa de divulgação da oportunidade de venda de seus negócios de distribuição de combustíveis, lubrificantes e fertilizantes no Uruguai.
Em nota, a companhia explicou ter a finalidade de vender 100% das ações detidas pela Petrobras Uruguay Sociedad Anónima de Inversiones (Pusai), subsidiária da Petrobras, na Petrobras Uruguay Distribuición S.A. (PUDSA), empresa que atua no segmento de distribuição no país.
De acordo com a estatal, “esta operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando a geração de valor para os nossos acionistas. A presente divulgação está de acordo com a Sistemática para Desinvestimentos da Petrobras”. As principais etapas subsequentes do projeto serão informadas oportunamente ao mercado.
A Petrobras atua, por meio da PUDSA, no mercado de distribuição de combustíveis e lubrificantes, com um portfólio de ativos que inclui uma rede de 90 estações de serviços, 16 lojas de conveniência, um terminal logístico de lubrificantes, além de uma planta de querosene de aviação, sendo a segunda maior distribuidora de combustíveis do país. Também atua na distribuição de fertilizantes líquidos, por meio de dois terminais logísticos de armazenamento, sendo a maior comercializadora do país. Em termos de logística, ainda conta com vários pontos de entrega localizados nos principais portos públicos do Uruguai.
O teaser, que contém as principais informações sobre a oportunidade, bem como os critérios de elegibilidade para a seleção de potenciais participantes, está disponível no site da Petrobras.(ABr)